Contato

Av. Waldir Sebastião Maciel, nº 388, Bairro Paiaguás
CEP: 78.048-243

Email: sindifiscomt@sindifiscomt.org
Clique aqui!

Notícias / Geral

Fiscais de Tributos Estaduais ajudam a desarticular quadrilha em esquema de R$ 100 milhões

Publicado em 28/06/2024 às 09:45

Fiscais de Tributos Estaduais ajudam a desarticular quadrilha em esquema de R$ 100 milhões
Fiscais de Tributos Estaduais da Superintendência de Fiscalização (Sufis), da Sefaz-MT, auxiliaram a Polícia Civil de Mato Grosso a desarticular um sofisticado esquema de lavagem de capitais, com movimentações financeiras que ultrapassaram R$ 100 milhões nos últimos anos. O grupo utilizava empresas do ramo do agronegócio, muitas delas de fachada, para fraudar, desviar, furtar ou roubar carregamentos de grãos, bem como ocultar os valores provenientes dos crimes.

O superintendente da Sufis, Fiscal de Tributos Estaduais José Carlos Bezerra, salienta que a designação de FTEs pela superintendência e Inteligência Fiscal para acompanhar as investigações contribuição com o êxito da ação. “Trata-se de uma operação feita em conjunto com a Polícia Civil de interesse comum à Fiscalização Tributária, visto que há fortes indícios de fraude e sonegação fiscal, bem como a constituição de empresas de fachada que são utilizadas para acobertar transporte de mercadorias furtadas ou desviadas, ocultando sua verdadeira origem”, explica.

A operação ocorreu na região Nordeste do estado, mais especificamente nos municípios de Querência, Canarana, Barra do Garças e Pontal do Araguaia, onde há uma grande incidência de evasão da produção de grãos para o estado de Goiás. Segundo José Carlos, operações como essa são e serão cada vez mais presentes na atividade da fiscalização tributária, isso porque o criminoso que rouba e furta carga muitas vezes se utiliza de simulações e empresas laranjas para dar aparência de licitude.

“Com a ação conjunta estaremos identificando os operadores desse esquema e aplicando as penalidades não somente de eventual imposto sonegado, como também pela fraude e falsificação em documentos e na constituição de empresas, incluindo no processo inclusive aqueles profissionais, advogados e contadores, que contribuíram para a existência do esquema criminoso", acrescenta.

O superintendente lembra que recentemente a justiça condenou contadores envolvidos em abertura de empresas laranjas a 28 anos de prisão. “Isso deveria acender um alerta a essa prática criminosa entre os profissionais da contabilidade, para que não se envolvam e denunciem os maus profissionais, evitando um desgaste a categoria", frisou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Receba em seu e-mail todas as informações atualizadas!

 

Contato

Av. Waldir Sebastião Maciel, nº 388, Bairro Paiaguás
CEP: 78.048-243

Email: sindifiscomt@sindifiscomt.org
Clique aqui!

(65) 3624-2605
Afismat Fenafisco
Sitevip Internet