Contato

Entre em contato conosco!
Tire suas dúvidas ou envie sugestões
Clique aqui!

Notícias / Geral

​Meta na arrecadação tributária é alcançada por meio do teletrabalho

Publicado por Pau e Prosa Comunicação em 30/03/2020 às 11:15

​Meta na arrecadação tributária é alcançada por meio do teletrabalho


Setores da economia foram impactados devido ao atual cenário enfrentado pelos brasileiros com a chegada do novo coronavírus (COVID-19) ao país. Medidas restritivas foram adotadas para que houvesse a redução da propagação da doença. Porém, apesar da queda da atividade econômica com o isolamento social, medida indicada pelas autoridades de saúde, as metas de arrecadação tributária em Mato Grosso, previstas para março, na LOA 2020, estão sendo atingidas.

É o que afirma o secretário adjunto da Receita Pública (SARP) da SEFAZ-MT, o Fiscal de Tributos Fábio Pimenta, que reforça ainda o importante papel da equipe de monitoramento e fiscalização, que atualmente está realizando suas tarefas por meio do teletrabalho, obtendo êxito nos resultados. Segundo ele, as atividades para o cumprimento das obrigações tributárias pelos contribuintes estão sendo mantidas pela Secretaria de Fazenda. Isso inclui desde as notificações para regularização em espontaneidade até os julgamentos no PAT e tratamento de exigências de expressiva relevância no âmbito do CIRA.

Tais como o acompanhamento da emissão diária dos Documentos Fiscais Eletrônicos emitidos (NFe, NFCe e CTe); análise do padrão de comportamento por setor econômico em função dos impactos decorrentes da pandemia; verificação das declarações e da arrecadação dos maiores grupos econômicos; acompanhamento detalhado da arrecadação do ICMS e FETHAB; seleção de alvos de auditoria que representem maior risco de descumprimento no pagamento do ICMS; fiscalização volante e em postos fiscais; verificação de denúncias do MPE, Delegacia Fazendária (Defaz), e outros órgãos, de exportações, benefícios fiscais e apuração do imposto e autuação de operações inidôneas com documentos fiscais eletrônicos com fins de reduzir o ICMS devido, entre outros.

“Para que o trabalho não ficasse parado, devido às medidas restritivas, foi disponibilizado para as equipes o acesso remoto ao sistema da SEFAZ-MT e meios para obtenção de relatórios. Com isso, é possível darmos continuidade às auditorias e ações de controle e monitoramento, inclusive com acompanhamento do desempenho da equipe de fiscalização”, enfatizou Pimenta.

O secretário reforça ainda que estudos estão sendo realizados, em diversos setores da economia, para analisar a possível queda na arrecadação nos próximos meses, caso as restrições atualmente existentes sejam prolongadas, ocasionando redução na movimentação econômica, como produção industrial e de consumo.

Para o presidente do Sindicato dos Fiscais de Tributos Estaduais de Mato Grosso (SINDIFISCO-MT), João José de Barros, o momento é delicado, mas a entidade, assim como os FTEs, está ciente da responsabilidade na fiscalização e arrecadação dos tributos que irão garantir os recursos necessários ao Estado para a promoção de políticas preventivas de contenção ao coronavírus.

“Também temos ciência que essas políticas irão impactar direta e indiretamente na economia do Estado, o que, consequentemente, afetará negativamente a arrecadação estadual. Por isso, os Fiscais de Tributos Estaduais continuam com os trabalhos de combate à sonegação fiscal. Sabemos o quão árduo é esse trabalho e reconhecemos e agradecemos os esforços e dedicação desses profissionais à população mato-grossense”, enfatizou João José.

Receba em seu e-mail todas as informações atualizadas!

 

Contato

Entre em contato conosco!
Tire suas dúvidas ou envie sugestões
Clique aqui!

(65) 3624-2605
Afismat Fenafisco
Sitevip Internet